extra-img

as praias

Bombinhas oferece a seus visitantes a possibilidade de visitação de mais de 30 praias repletas de encantos. Suas águas verdes e claras proporcionam vistas maravilhosas do mar e banhos revigorantes. Existe estrutura turística em quase todas as praias urbanizadas. As mais famosas são Bombas, Bombinhas, Quatro Ilhas, Mariscal, Canto Grande, Zimbros, Conceição, da Tainha, Sepultura e Retiro dos Padres. Bombas e Bombinhas têm a maior infra-estrutura, com comércio variado, diferentes opções gastronômicas (com ênfase nos frutos do mar) e vida noturna mais movimentada. Ambas possuem águas calmas, boas para crianças e idosos. Bombas pode apresentar condições para o surfe, mas não é tão constante quanto as praias de Quatro Ilhas e Mariscal, os points preferidos pelos surfistas devido à qualidade das ondas, fortes e longas. Há escolas de surfe nestas três praias.

A privilegiada península do município tem pequenas praias deslumbrantes, com águas transparentes e um mar verde esmeralda que seduzem os visitantes. Lagoinha, Prainha, Praia do Embrulho e Praia da Sepultura são bons exemplos. Em Canto Grande e Zimbros, onde a tradição da pesca artesanal está mais evidente, uma boa pedida é comprar mariscos e ostras direto dos produtores, possivelmente colhidas na hora para o freguês. A Praia da Tainha é a mais afastada do Centro, mas vale a pena à visita para quem não se importa em dirigir em estrada de chão. No percurso, a faixa de areia da Praia da Conceição serve de caminho. A partir dai a paisagem segue surpreendendo e a praia da Tainha, como todas em Bombinhas, não decepciona: areia branca e águas tranquilas cercadas por morros cobertos de mata. Saiba mais sobre cada uma dessas praias! CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR!

 

  • empty-img-big

    Aguada

    Uma pequena prainha em meio ao costão, com acesso pela trilha da Tainha, ou de barco, a partir do Canto Grande. Entre as muitas histórias que permeiam o lugar, não poderiam faltar os tesouros escondidos e as façanhas dos aventureiros para encontrá-los, histórias estas contadas pelos pescadores mais antigos do Canto Grande. O nome vem em razão de barcos serem lavados naquele porto.
  • empty-img-big

    Biguá

    Em meio ao costão da ponta da Sepultura, a Prainha do Biguá se encontra rodeada por belas árvores, que convidam para um descanso a sombra e a beira do mar calmo. O acesso é feito pela trilha da Sepultura.
  • empty-img-big

    Bombas

    Recebeu este nome dos próprios colonizadores açorianos, que ouviram através da mata o estrondoso barulho das ondas. É a primeira praia, localizada logo na entrada da cidade. Tem boa infra-estrutura, com restaurantes, pousadas, bares, clínicas médicas e odontológicas. A praia impressiona pelas águas claras e límpidas, frequentada por famílias que buscam sossego a beira mar. Antigamente, os moradores a chamavam de Praia Grande, em razão de sua extensão, de aproximadamente 2 quilômetros. Ao longo praia, pode-se avistar vários ranchos de pesca, que guardam as centenárias canoas de um pau só, que nos meses de maio a julho voltam à ativa para a tradicional pesca da tainha.
  • empty-img-big

    Bombinhas

    O nome é uma alusão ao barulhinho das ondas quebrando na Praia. A faixa de areia é composta por cristais de quartzo, que dão um tom incrivelmente branco à paisagem e emoldura o mar calmo e transparente. Possui boa infra-estrutura turística, com várias pousadas a beira mar, restaurantes com gastronomia a base de frutos do mar, além de opções de lazer, como banana boat, caiaque, parasailing, entre outros. Durante os meses de inverno a praia se transforma para a chegada dos cardumes de tainha. Toda a comunidade se mobiliza na vigia, lanço e puxada da rede, um acontecimento realmente fantástico. Possui pouco mais de 1 quilômetro de extensão.
  • empty-img-big

    Buraco Quadrado

    Praticamente uma prainha particular em meio ao costão esquerdo da Praia da Tainha. Possui somente 26 metros de extensão.
  • empty-img-big

    Cação

    Praia deserta, cercada pela Mata Atlântica, com águas transparentes e mar calmo. O acesso é feito por trilha, a partir da Praia da Tainha ou barco, trajeto esse realizado pelos pescadores da Praia de Canto Grande, que contam que antigamente era fácil pescar cação nestas águas. Tem uma pequena faixa de areia de 64 metros.
  • empty-img-big

    Cachalote

    Há muitos anos os pescadores encontraram uma baleia cachalote encalhada próxima a esta prainha e enterraram ali mesmo. O péssimo cheiro persistiu por muito tempo, fazendo com que os nativos evitassem passar por ali. O acesso é feito pela trilha da Sepultura.
  • empty-img-big

    Caeté

    O acesso é feito somente por costão e trilha, a partir da Praia de Mariscal ou Quatro Ilhas. Tem uma pequena faixa de areia em meio às pedras que emolduram a costa.
  • empty-img-big

    Cantinho

    Praticamente uma extensão da Praia de Zimbros, com várias opções de hospedagem a beira mar. A praia é bastante procurada por famílias com crianças, já que suas águas são tranquilas todo o tempo. No canto direito do Cantinho está localizada a trilha que dá acesso à Costeira de Zimbros.
  • empty-img-big

    Canto Grande - Mar de Dentro

    Antiga Vila de Pescadores guarda ainda lembranças de quando a lida com o mar era a principal atividade do local, onde as tradições foram passadas de geração para geração. É possível degustar vários frutos do mar retirados na hora, como o saboroso marisco e vários peixes da região. Hoje, um dos principais pontos de saída para passeios e pesca da região, onde conta com um trapiche bem localizado e por suas águas calmas e tranquilas.
  • empty-img-big

    Canto Grande - Mar de Fora

    É praticamente uma extensão da Praia do Mariscal, com águas limpas e transparentes. Tem faixa de areia larga, com areia branca que possuí uma grande quantidade de cristais de quartzo. Seu primeiro nome era “Ponta Grande”, nome ainda conservado no livro do conselho do Município de 1897. Na década de 1930, o nome passou para Canto Grande.
  • empty-img-big

    Conceição

    Praia de águas limpas e transparentes, ideal para famílias com crianças. No costão direto possui uma piscininha natural entre as rochas. Tem cerca de 450 metros de extensão e é o ponto de partida para a Praia da Tainha. O acesso é feito pela areia da praia, a partir do mar de fora, no Canto Grande.
  • empty-img-big

    Costeira de Zimbros

    A Costeira de Zimbros é uma Área de Relevante Interesse Ecológico, unidade de conservação de uso sustentável, que abriga importantes exemplares de flora e fauna de Mata Atlântica, além da grande qualidade paisagística e riqueza de águas que abastece a comunidade de Zimbros. Além das trilhas, abriga as praias desertas do Cardoso, Basílio, Lagoa, do Pasto, Triste, do Lau (Seu Hermínio), Vermelha e do Mauri. O acesso é feito por trilha, com grau de dificuldade moderado, com aproximadamente 6 horas de caminhada, ou de barco, num passeio feito pelos próprios pescadores da Baía de Zimbros. Além das lindas paisagens, a Costeira de Zimbros conta histórias curiosas de quem já viveu ali.
  • empty-img-big

    Embrulho

    Esta praia, com quase 200 metros de extensão possui ondas que quebram fortes na areia mais grossa, ao lado do trapiche. Possui restaurantes e é passagem para a Lagoinha.
  • empty-img-big

    Galheta

    É uma das praias mais isoladas de Bombinhas, com acesso possível somente de barco ou trilha de aproximadamente 1 hora. Tem cerca de 100 metros de extensão e é rodeada de Mata Atlântica, localiza-se dentro dos limites do Parque Municipal da Galheta e pode ser avistada da Praia de Bombas.
  • empty-img-big

    Lagoinha

    Quem conhece a Lagoinha se apaixona ainda mais por Bombinhas. Entre as pedras formou-se uma piscina natural, onde pessoas de todas as idades podem começar a aventurar-se com o mergulho livre. Uma experiência inesquecível.
  • empty-img-big

    Mariscal

    Com vegetação de restinga preservada em boa parte da praia, o Mariscal coloca o visitante em contato direto com a natureza. A Praia é bastante procurada pelos surfistas, que a consideram como uns dos melhores points da região, com ondas e correnteza fortes, principalmente no meio da praia. Conta com boa infra-estrutura hoteleira.
  • empty-img-big

    Miséria

    Prainha que aparece nos dias de maré baixa. Pequena extensão de areia em meio ao costão que dá acesso a Ponta da Sepultura. Vale a pena curtir um piquenique com a família.
  • empty-img-big

    Morrinhos

    Situada entre as praias de Zimbros e Canto Grande, a Praia tem como característica principal a tranquilidade de suas águas e o contato direto com os pescadores e suas embarcações, características da herança açoriana, ainda presentes neste recanto bombinense. Uma boa dica são as peixarias a beira mar, que vendem frutos do mar fresquinhos.
  • empty-img-big

    Porto da Vó

    Um belo refúgio com acesso feito somente por barco. Em dias de maré muito baixa, é possível chegar a praia com água pela cintura, caminhando a partir do Canto Grande.
  • empty-img-big

    Porto do Jorge

    Pequena faixa de areia ao lado da Praia de Canto Grande – Mar de Dentro. Em dias de maré baixa, é possível chegar caminhando pelo mar, com água pela cintura.
  • empty-img-big

    Porto do Macuco

    O Portinho Sul do Macuco tem acesso somente por barco. Os pescadores da praia de Canto Grande costumam fazer este belo passeio e contar as lindas “histórias de pescador”.
  • empty-img-big

    Pracinha do Pescador

    Praia de águas tranquilas e ponto de partida dos pescadores que vão para o mar. Fica entre Zimbros e Canto Grande. Bem ao lado da praia, fica a Pracinha do Pescador, uma homenagem a estes homens valentes que enfrentam o mar em busca do alimento.
  • empty-img-big

    Prainha

    Este recanto pitoresco localiza-se ao lado da Praia de Bombinhas e recebe este nome por causa de sua pequena faixa de areia de aproximadamente 60 metros. É na Prainha que está localizado o trapiche, donde saem os barcos das escolas de mergulho e escunas para os passeios pela orla. Suas águas são calmas e transparentes, que chamam para um mergulho ou um simples banho de mar e curtir o pôr-do-sol.
  • empty-img-big

    Prainha do Mariscal

    Ao lado da grande praia do Mariscal, a Prainha com 240 metros de extensão, é um lugar pacato, rodeado por vegetação nativa de Mata Atlântica, propícia para a prática do surf. Anos atrás, podia-se encontrar uma grande quantidade de mariscos nos costões da praia.
  • empty-img-big

    Quatro Ilhas

    Recebe este nome porque dela pode-se avistar as Ilhas do Arvoredo, Deserta, Galés e Macuco. As três primeiras ilhas compõem a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. Já a Ilha do Macuco faz parte do Parque Municipal do Morro do Macaco. Quatro Ilhas têm areias brancas e boas ondas para a prática do surf no lado direito, já o lado esquerdo da praia possui águas mais calmas. Chamada antigamente de Praia de Fora, tem cerca de 1 quilômetro de extensão.
  • empty-img-big

    Retiro dos Padres

    Recebe este nome porque na década de 60 a Igreja católica montou um retiro para os padres salesianos. Antes era chamada de Ingleses, já que na metade do século XIX, um veleiro inglês ancorou nesta praia, despertando a curiosidade dos moradores. O antigo retiro foi transformado num camping e hoje recebe turistas que querem contato direto com a natureza.
  • empty-img-big

    Ribeiro

    Também chamada de Praia do Rebelo. O acesso é feito a partir de Bombinhas, pelo costão, ou da Praia de Bombas, por uma trilha ao lado do Rio da Barra. Tem cerca de 120 metros de extensão e é cercada pela vegetação. As águas são calmas e transparentes, convidando para um delicioso banho de mar.
  • empty-img-big

    Sepultura

    Sem dúvida um dos mais belos locais da região. A história do nome vem da época da colonização, quando dois escravos do Major Mafra brigaram e um acabou morto. O escravo morto foi enterrado ali no local. A ponta da Sepultura é uma propriedade particular, o acesso é feito a pé, por um bom caminho. É possível também fazer a trilha da Sepultura, passando por locais que chamam a atenção, como a pedra Duas Irmãs, Pedra Lisa e a própria vegetação nativa.
  • empty-img-big

    Taínha

    Como o próprio nome demonstra, esta praia é um excelente local para a pesca da tainha. É um refúgio natural em meio a Mata Atlântica. Possui cerca de 200 metros de extensão e o acesso é feito por uma estrada não pavimentada, a partir da Praia da Conceição, que torna o acesso difícil em dias de chuva. Não há comércio na Praia. Ao longo da estrada há mirantes naturais que possibilitam uma bela visão da Baía de Zimbros.
  • empty-img-big

    Zimbros

    Foi a primeira praia avistada pelos colonizadores açorianos na península e ali encontraram uma planta com frutos aromáticos de nome zimbo. Esta semente ainda hoje é utilizada na fabricação de aguardente, apesar de já ter sido praticamente extinta da praia. Hoje, Zimbros é uma vila de pescadores, onde a vida corra tranquila durante todo ano. As embarcações a beira da praia embelezam este visual colorido, que dão um charme todo especial a este ambiente tão encantador.
  • Fonte: Prefeitura Municipal de Bombinhas. www.bombinhas.sc.gov.br